Como funciona?

O implante é colocado no braço. A partir do momento em que é inserido o progestagénio com ação contracetiva é libertado de forma constante pelo bastonete. Desta maneira, ocorre inibição da ovulação: sem acontecer a libertação do óvulo por parte do ovário, não é possível haver fecundação do mesmo.

Como se coloca?

A colocação do implante realiza-se de forma simples e rápida através de uma pequena inserção no braço da mulher, com anestesia local, por parte de um médico experiente. A partir deste momento, o progestagénio é libertado de forma constante pelo bastonete.

Como iniciar a utilização do implante?

Esta tabela explica em que momento deve o implante ser inserido e se é necessário utilizar um método de barreira (preservativo) durante os primeiros 7 dias.

O teu médico indicar-te-á qual a situação ideal para ti.

Método contracetivo utilizado no mês anterior Momento de inserção do implante Método de Barreira
Não foi utilizada contraceção hormonal Dias 1 a 5 do ciclo menstrual Não
Alteração a partir de um contracetivo hormonal combinado Dia seguinte à toma do último comprimido ativo ou no dia da remoção do anel ou do adesivo ou, o mais tardar, no dia seguinte após ter terminado o intervalo sem comprimidos, sem anel ou sem adesivo. Não
Método com apenas progestagénio (pílula só com progestagénio, implante ou injetável) Qualquer dia (pílula só com progestagénio), dia de remoção do implante ou DIU / SIU ou de administração da injeção seguinte. Não
Situação de pós-parto ou aborto Consulta o teu médico Consulta o teu médico

Retirar

Após três anos, deves retirar o implante e podes colocar de imediato um novo se pretenderes continuar a usar este contracetivo. Se pretenderes terminar a contraceção antes do período de 3 anos, não há qualquer problema. O médico pode remover o implante em qualquer altura.

O retorno à fertilidade ocorre no prazo de um ciclo mentrual.